Livro “Vida Marinha em Santa Catarina” é lançado em Florianópolis

Resultados de um projeto de pesquisa de biodiversidade marinha

por Natalie Andreoli, da Associação Brasileira do Lixo Marinho

No dia 5 de junho, dia mundial do meio ambiente, foi lançado em Florianópolis o livro “Vida Marinha de Santa Catarina”, da Editora da UFSC. O livro é um dos resultados do projeto de pesquisa Biodiversidade Marinha do Estado de Santa Catarina, executado pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), com financiamento da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (FAPESC) e apoio da Reserva Biológica Marinha do Arvoredo.

O lançamento foi precedido por uma palestra do organizador do livro, Alberto Lindner, Ph.D., Professor Adjunto da Universidade Federal de Santa Catarina do Departamento de Ecologia e Zoologia – CCB, que primeiramente explicou sobre o projeto e depois sobre o livro.

O projeto está sendo desenvolvido desde 2010 e apoiou diversos trabalhos, de doutorado, mestrado, iniciação científica e conclusão de curso de graduação. Foram mais de 30 expedições à campo por todo o litoral de Santa Catarina, sendo descobertas novas espécies e novos registros de animais marinhos.

Dois achados importantes do projeto foram a descoberta do coral-sol (espécie invasora) na Ilha do Arvoredo e a verificação do limite sul de distribuição de alguns organismos no entorno da Ilha de Santa Catarina. Alguns destes organismos tem ocorrência desde a costa da Flórida, na América do Norte até Santa Catarina. Com isto os pesquisadores consideram o litoral de Santa Catarina como um local de transição de fauna tropical e fauna temperada, havendo um limite de tolerância ao frio para alguns organismos marinhos.

Um dos resultados do projeto foi a elaboração do livro, que teve a contribuição de mais de 70 autores e é um guia ilustrado que auxilia na rápida identificação de organismos mais comumente observados. São apresentadas mais de 400 fotos incluindo espécies de algas, plantas, esponjas, cnidários, briozoários e ctenóforos, poliquetas, moluscos, crustáceos, equinodermos, tunicados, peixes, aves, tartarugas e mamíferos marinhos. Além das 2.000 cópias impressas que estão sendo doadas, é possível fazer o download gratuito do e-book, tanto em alta resolução como em baixa.

Além disso o livro possui um capítulo sobre a prática do mergulho em Santa Catarina e uma proposta de utilizar o mar como sala de aula. Para isto são apresentados exemplos de plano de aula (para o professor) e roteiro de trabalho (para o aluno), que podem ser adaptados e utilizados não somente em Santa Catarina, mas também em outros Estados litorâneos.

O livro é um excelente material que pode ser utilizado não só por pesquisadores mas pelo público em geral. Ele também serve para provocar a reflexão sobre a enorme biodiversidade registrada e a importância da sua preservação, uma vez que os resultados de atividades humanas, como por exemplo o lixo flutuante e a poluição marinha, estão ameaçando algumas espécies marinhas.